Fonte: Imóvel Web

Condomínios erguidos em décadas passadas, que muitas vezes não dispõem de um programa regular de manutenção, contrastam com novos empreendimentos residenciais, construídos com as mais modernas tendências mundiais em arquitetura e tecnologia. Esses condomínios antigos tendem a se desvalorizar ano a ano e perdem a competitividade no mercado. No entanto, existe a solução do Retrofit.

O desgaste natural das edificações provoca expressiva perda financeira aos proprietários, já que o metro quadrado dos apartamentos em condomínios antigos chega a valer até três vezes menos que um prédio novo na mesma região. Uma das soluções para reverter esse quadro é o retrofit, que consiste na adaptação tecnológica das instalações elétricas, hidráulicas e dos principais equipamentos instalados nas áreas comuns dos edifícios, como elevadores, sistemas de iluminação e mobiliários, dentre outros.

Revitalizar e atualizar as construções para aumentar a vida útil do imóvel, através da incorporação de modernas tecnologias e materiais de qualidade avançada, é fundamental para reconquistar a valorização da unidade. Angélica Arbex, supervisora de Marketing da Lello, diz que o investimento de cada proprietário na valorização patrimonial do condomínio representa, em média, 10% da valorização da unidade. “Uma reforma que custe para cada condômino R$5 mil pode valorizar o imóvel em R$50 mil”, exemplifica ela.

CASE RETROFIT ENGENHARIA

Recentemente a Retrofit Engenharia modernizou um prédio com 44 anos de existência na Rua Visconde de Albuquerque, no Leblon. O edifício passou por um processo de retrofit para ganhar um layout moderno e mais seguro para os moradores. A fachada de cinco andares estava comprometida por infiltrações e deteriorada pelo tempo. Na primeira etapa da obra, a Retrofit Engenharia retirou todas as esquadrias antigas das laterais do prédio, fechando o espaço com alvenaria e impermeabilizando o local.

O revestimento antigo da fachada do prédio já apresentava risco de descolamento e, por isso, o material foi retirado das varandas de cada um dos apartamentos. “O prédio ganhou nova fachada em mármore, com sistema de fixação atual que garantirá maior vida útil, além da promover a modernização técnica e estética da construção. Sem dúvida, agora o imóvel está muito mais valorizado no mercado”, explica Marcus Dantas, diretor da Retrofit Engenharia.

 

CONHEÇA O NOSSO PORTFÓLIO

Deixe seu comentário