Nesta entrevista concedida por Marcus Dantas, Diretor Técnico da Retrofit Engenharia, à Revista Síndico Edição Março/Abril 2018, o diretor esclarece as principais dúvidas sobre o serviço de retrofit em Condomínio. Confira:

 

  1. Quais os tipos de retrofit existentes para os condomínios?

Segundo a Norma de Desempenho NBR 15.565, retrofit é a remodelação ou atualização do edifício ou de sistemas, através da incorporação de novas tecnologias e conceitos, normalmente visando à valorização do imóvel, mudança de uso, aumento da vida útil e eficiência operacional e energética. Portanto, a aplicação das técnicas do retrofit faz com que edificações possam ganhar fachadas renovadas, instalações com comodidade e conforto, tecnologia e melhoria na relação custo/benefício de seus equipamentos, valorizando o imóvel e preservando suas características arquitetônicas.

O retrofit pode ser aplicado em qualquer tipo de edificação e envolve diversos setores da construção — como fachada, piso, iluminação, instalações hidráulicas e outros — que variam conforme a necessidade de cada projeto. As demandas mais comuns são em função das seguintes necessidades de intervenções na edificação:

a) Atualização da edificação com sistemas de segurança, informática e telefonia;

b) Instalação de ar-condicionado central e sistemas de iluminação;

c) Instalação de sistemas de prevenção e combate a incêndios;

d) Recuperação e modernização de fachadas; e

e) Modernização dos sistemas hidráulico e elétrico.

 

  1. A procura pelo retrofit vem crescendo?

No Brasil, a demanda para o Retrofit vem aumentando nos últimos anos. Um dos motivos para isso é a preocupação crescente com o patrimônio histórico, estimulada pelas leis que tutelam o patrimônio. Outro motivo é a necessidade de adequação das construções às novas exigências e normas da legislação vigente, como a acessibilidade, segurança contra incêndio entre outras.

 

  1. Como funciona o processo de contratação da empresa. Existe alguma visita prévia ao condomínio para definir o que é necessário?

O condomínio deve, primeiramente, contratar o projeto e um estudo de viabilidade do custo das intervenções que pretende fazer, para definir as suas prioridades. O projeto básico e a definição das premissas de contratação resultam em economia e são essenciais para a equalização das propostas de serviço. Vencida essa etapa, o condomínio estará apto a consultar o mercado sobre os preços e demais condições para execução efetiva.

 

  1. Quais as principais vantagens do retrofit?
  • Preservação das características arquitetônicas;
  • Aumento da vida útil de antigos edifícios;
  • Melhora da eficiência energética e conforto térmico;
  • Valorização do imóvel e do entorno;
  • Redução de gastos futuros com manutenções;
  • Quando bem planejado e executado, em longo prazo, o retrofit gera economia pelas novas tecnologias usadas.

 

  1. Quais os tipos mais procurados atualmente?

A substituição das antigas lâmpadas incandescentes por lâmpadas de LED já é uma realidade em diversos condomínios, pelos benefícios de melhoria da eficiência energética e conforto térmico, pela redução de gastos de consumo e com futuros com manutenções. Também a necessidade de adequação às normas do Corpo de Bombeiros e a preservação de fachadas costumam estar entre as prioridades do condomínio, principalmente para melhoria das condições de segurança e valorização do patrimônio.

 

  1. O retrofit pode ser mais vantajoso do que investir numa simples manutenção?

A despesa com a troca de materiais e execução do projeto pode demandar, a princípio, um investimento alto. No entanto, quando bem planejado e executado, em longo prazo, o retrofit gera economia pelas novas tecnologias usadas, como novos sistemas hidráulico e elétrico. E o investimento vale a pena: reduzem-se os custos futuros com manutenção, prolonga-se a vida útil do imóvel, sem falar na valorização que o local ganha.

 

  1. Como o retrofit influencia na valorização do imóvel? 

A modernização da construção por si já valoriza o imóvel e o torna mais atrativo para locação e venda. Mas o retrofit pode ainda tornar o imóvel mais competitivo em relação aos novos empreendimentos imobiliários. A valorização vai depender do projeto, do material utilizado durante o serviço e da qualidade da execução da proposta, e pode chegar a mais de 50%.

Conheça obras de destaque da Retrofit Engenharia no serviço retrofit:

Deixe seu comentário